Qual o telefone do cartão Cencosud

Muitas são as perguntas sobre qual o telefone do cartão Cencosud para resolver algum problema.

Se você está aqui porque precisa descobrir o número de telefone da Cencosud,  chegou no lugar certo. Hoje vamos te mostrar todos os contatos da empresa e como consultar os serviços dentro do site oficial.

Para entrar em contato com o serviço de atendimento o cliente tem duas opções, por telefone ou através do site.

E aqui, você vai aprender as duas formas de entrar em contato com a empresa.

Precisa saber qual é o telefone do cartão Cencosud?

Leia o texto até o final.

A Cencosud

A Cencosud conta com mais de 200 lojas no Brasil e é a quarta maior supermercadista do país.

A mesma está presente em mais de 8 estados sendo eles:

  • Alagoas
  • Bahia
  • Ceará
  • Goiás
  • Minas Gerais
  • Pernambuco
  • Rio de Janeiro
  • Sergipe

Por meio das bandeiras como GBarbosa e outras, o grupo atua com vários modelos de varejo como por exemplo, farmácias, hipermercados e lojas de eletroeletrônicos.

A Cencosud é uma empresa chilena que foi fundada no ano de 1960 e que hoje, apresenta relevância em seus serviços e concorrência direta com empresas grandes como Walmart e Pão de Açúcar.

Para conseguir se estabelecer em um mercado de outro país, a empresa precisou desenvolver um sistema SAC (serviço de atendimento ao cliente) prático, onde os mesmos sentissem uma boa recepção e um total conforto dado pela equipe de atendimento.

E claro, dentre seus milhares de clientes muitos precisam saber qual é o telefone do cartão Cencosud para resolver alguma questão junto a empresa.

Sendo assim, agora que você já conhece um pouco sobre a empresa, acompanhe como entrar em contato com a Cencosud.

Qual o telefone da Matriz do Cartão Cencosud GBarbosa

Além de saber qual o telefone do cartão Visa da Cencosud, é também preciso se atentar aos horários de atendimento antes de ligar para a empresa.

O telefone da Matriz é o (79) 3216-5360

Outra opção é o SAC da empresa onde o cliente pode ligar no horário de atendimento que é das 8h às 17h45 de segunda a sexta e das 8h às 14h aos sábados.

  • SAC Cencosud 0800 720 1111

Acesse também o site da empresa no qual é possível fazer várias consultas como por exemplo consultar a conta da Cencosud fatura em aberto.

WhatsApp Cencosud

Quer saber qual o telefone WhatsApp do cartão Cencosud?

Aqui nós também lhe informamos.

Além do WhatsApp, o cliente também pode entrar em contato com a rede GBarbosa pelo telefone, e-mail ou redes sociais, veja:

  • WhatsApp:: (0800 011 0100)
  • Rede GBarbosa: 0800 720 1111
  • E-Mail: sac@gbarbosa.com.br
  • Instagram: @gbarbosa_oficial
  • Facebook: Facebook.com/oficialgbarbosa

Outros Canais de informação:

  • Consultas, Informações e Serviços Transacionais: 3004 5505 (Capitais e regiões metropolitanas)
  • Demais localidades: 0800 720 0005 (Atendimento de segunda a sábado, das 8h às 20h). 
  • SAC – Reclamações, Cancelamentos e Informações Gerais: 0800 720 0006.
  • Ouvidoria: 0800 720 0110

A ouvidoria deve ser acionada apenas em últimos casos. Digamos que você não tenha conseguido resolver seu problema por nenhum meio de contato disponível da empresa, aí sim a Ouvidoria pode ser acionada.

Qual o Telefone para Cancelar o Cartão Cencosud

Talvez você esteja aqui para cancelar o cartão de crédito Cencosud e por isso precisa do telefone de contato da empresa.

Saiba que não é possível fazer o cancelamento do cartão pela internet, somente por telefone.

Para ligar e pedir o cancelamento, tenha em mãos o seu cartão e documentos pessoais, pois esses dados serão solicitados para confirmar sua identidade. Vale lembrar que apenas o titular pode encerrar o contrato e o bloqueio do cartão junto a empresa.

Em caso de perda ou roubo do cartão, ligue imediatamente para:

  • 3004 5505 para capitais e regiões metropolitanas
  • 0800 720 0005 demais localidades

Também é importante registar um B.O (boletim de ocorrência) na delegacia mais próxima.

Por fim, se você gostou de saber qual o telefone do cartão Cencosud para resolver o seu problema, compartilhe o artigo e ajude outras pessoas também.

Aromaterapia: os óleos essenciais realmente funcionam?

Os óleos essenciais são recomendados para inúmeras doenças e dizem que ajudam contra dores de cabeça, sono insatisfatório e dores de garganta, por exemplo. Mas esses óleos realmente funcionam ou o efeito é um placebo?

Os óleos essenciais não funcionam para todos, mas não há mal nenhum em experimentá-los, contanto que sejam usados ​​com segurança.

O que são óleos essenciais?

Os óleos essenciais são extratos vegetais feitos por vaporização ou prensagem de várias partes das plantas. Frequentemente, as flores, folhas, cascas ou frutos de uma planta são usados. Um frasco de óleo geralmente contém os extratos de vários quilos de uma planta. O efeito dos óleos muitas vezes vai além do cheiro, relata Gujral.

O que é aromaterapia?

A aromaterapia utiliza a ação de óleos essenciais para fins terapêuticos. Essa forma de terapia é usada há séculos. O efeito se desenvolve à medida que as moléculas olfativas dos óleos são absorvidas pelos nervos olfativos quando inaladas e, portanto, têm um efeito direto no cérebro.

Em particular, a amígdala é afetada, o centro emocional do cérebro. Os óleos também podem ser absorvidos pela pele. Isso pode, por exemplo, ajudar a relaxar os músculos.

O efeito dos óleos essenciais foi comprovado?

Muitas pessoas consideram os óleos remédios naturais. No entanto, esta área é bastante limitada. Existem algumas pesquisas promissoras que mostram a eficácia de vários óleos. Por exemplo, uma equipe de pesquisa da Universidade Johns Hopkins descobriu que certos óleos essenciais podem matar bactérias que causam a doença de Lyme melhor do que os antibióticos.

Além disso, outros estudos mostraram que o uso de óleos essenciais pode ser benéfico para muitas doenças, incluindo

  • Insônia;
  • Náusea;
  • Boca seca;
  • Ansiedade;
  • Depressão;
  • Perda de apetite.

Preste atenção na qualidade

A qualidade dos produtos disponíveis varia muito. Tudo está disponível, desde óleo essencial puro com ingredientes caros ou baratos até diluições com aditivos não listados.

Os óleos podem ter efeitos diferentes em pessoas diferentes

Ao usar um difusor de aromas, deve-se observar que os óleos podem ter efeitos diferentes em pessoas diferentes. A disseminação em uma área pública ou domicílio com vários membros pode afetar as pessoas de maneiras diferentes.

Por exemplo, a hortelã-pimenta pode ajudar com dores de cabeça, mas uma criança com menos de 30 meses pode ficar chateada com a hortelã. Além disso, algumas pessoas reagem aos vapores de hortelã-pimenta com um batimento cardíaco mais rápido.

Métodos seguros de uso de óleos essenciais

Existem maneiras mais seguras de usar óleos essenciais. Isso inclui, por exemplo, materiais absorventes que são embebidos no óleo. Então você pode cheirá-lo, se necessário. Um óleo essencial também pode ser misturado com um óleo carreador.

Óleo de oliva, jojoba ou coco, por exemplo, são adequados como óleos veiculares. Além disso, existem palitos de sabor nos quais um pavio absorvente é envolvido por um revestimento de plástico. Isso pode ser aberto se necessário, liberando os cheiros.

Reações alérgicas a óleos essenciais

Um pequeno número de pessoas terá reações alérgicas ou irritação aos óleos essenciais. É mais provável que isso ocorra em pessoas que já têm eczema ou têm histórico de reações a produtos tópicos. Alguns óleos parecem ser mais problemáticos aqui. Isso inclui óleos:

  • Jasmim;
  • Orégano;
  • Camomila;
  • Bergamota;
  • Ylang-Ylang;
  • Lemongrass;
  • Casca de canela.

Para contato direto com a pele, a diluição com um óleo carreador é a melhor maneira de evitar uma reação cutânea indesejável. Se você tiver uma erupção na pele com coceira ou urticária após a aplicação de óleos essenciais, consulte um médico.

Qual óleo ajuda com quais reclamações?

Existem dezenas de óleos essenciais disponíveis, cada um com diferentes aromas e composições químicas. Quais são os melhores óleos essenciais depende de quais sintomas estão sendo aliviados. Alguns óleos comuns:

O óleo de lavanda

É frequentemente usado para reduzir o estresse, a ansiedade e promover uma boa noite de sono.

Óleo da árvore do chá 

Promove a cicatrização de feridas e é comumente usado para acne, pé de atleta e picadas de insetos.

O óleo de hortelã-pimenta

Pode ajudar com dores de cabeça tensionais. Além disso, há evidências de que pode aliviar a síndrome do intestino irritável em forma de cápsula.

O óleo de limão

É considerado um intensificador de humor e também é frequentemente usado em produtos de limpeza caseiros.

Qualidade pode ser diferenciada de produtos inferiores

Por fim, como você deve reconhecer produtos de alta qualidade na hora da compra. Por exemplo, o rótulo deve conter o nome latino da planta e informações sobre a pureza e outros ingredientes adicionados. O país onde a planta foi cultivada também deve ser listado.

O óleo deve ser oferecido em recipientes de vidro escuro e não em recipientes de plástico. O termo “óleo de fragrância” ou “óleo de perfume” deve causar suspeitas. Aqui, os óleos essenciais provavelmente foram feitos em combinação com produtos químicos ou inteiramente feitos de produtos químicos.

O fabricante também deve ser verificado? Ele é conhecido? Ele é especialista em óleos? Há quanto tempo a empresa existe?

Os preços também fornecem informações

Óleos essenciais reais variam de preço dependendo da variedade. Enquanto os óleos de rosa ou sândalo são mais caros de produzir, os óleos de laranja podem ser produzidos de forma comparativamente mais barata. Aqueles que compram pelo preço mais baixo têm maior probabilidade de usar óleo impuro.

Conclusão

Os óleos essenciais podem melhorar o humor e o bem-estar. Em algumas pessoas, eles até aliviam os sintomas de várias doenças. E mesmo que apenas melhorem o humor, isso também pode ter uma influência positiva na saúde e no bem-estar.

O que torna um bom Escritório de coworking?

Escolher um escritório de coworking pode parecer uma tarefa difícil, mas manter algumas necessidades simples em mente pode ajudá-lo a encontrar a instalação que atenderá a todas as suas necessidades comerciais e profissionais.

 

  1. Uma variedade de opções de aluguel e pontos de preço

O escritório de coworking ideal oferecerá uma variedade de pacotes de assinaturas para acomodar as necessidades de todos os tipos de clientes. Isso pode incluir aluguel permanente de mesa, aluguel de escritório particular, uso regular da sala de reuniões ou simplesmente acesso à área comum e mesas.

Procure por escritórios de coworking que oferecem flexibilidade de pacote que inclui opções para computador, impressão, uso de internet de alta velocidade e acesso 24 horas por dia, 7 dias por semana. Quanto mais flexibilidade um escritório de coworking for capaz de fornecer em suas embalagens, maior será a probabilidade de você encontrar a combinação perfeita para atender às suas necessidades exclusivas.

 

  1. Pacotes de Internet de alta velocidade confiáveis ​​ou inclusão

Embora a inclusão mínima de Wi-Fi seja uma necessidade ao escolher seu escritório de coworking, procure provedores de escritório de coworking que também oferecem opções de Internet de alta velocidade ou acesso a uma rede limitada ou exclusiva.

O acesso à Internet no mundo dos negócios é totalmente inegociável, mas não vamos esquecer também que existem opções mais rápidas disponíveis e que limitar o acesso do usuário a uma determinada rede pode melhorar sensivelmente o desempenho geral. Dependendo de quais serão suas necessidades específicas de Internet, a opção de personalizar seu acesso e velocidade à Internet pode economizar algum dinheiro ou melhorar sua experiência de Internet no escritório de coworking.

 

  1. Variedade completa de comodidades incluídas

Portanto, já sabemos que o acesso à Internet é um requisito absoluto para qualquer escritório de coworking, mas há uma série de outras comodidades que você pode querer procurar ao escolher seu local de coworking ideal.

Os suprimentos de escritório e de impressão são extras importantes, fáceis de esquecer, mas muito necessários para muitas tarefas e projetos comerciais. Você precisará de pastas de arquivo, clipes de papel, grampeadores e canetas? Encontrar um escritório de coworking que forneça acesso a essas necessidades (seja por meio de uma loja no local, máquina de venda automática ou acesso pré-pago a um armário de suprimentos) é importante para garantir que você tenha o que precisa para trabalhar, sem ter que pesar muito de extras com você onde quer que você vá.

Além disso, certifique-se de que o seu escritório de coworking oferece acesso a impressoras, scanners e copiadoras e muito papel extra.

 

  1. Recursos de segurança e armazenamento pessoal

Certificar-se de que você e sua propriedade (como laptop e mochila) estão seguros e protegidos enquanto trabalha em um escritório de coworking é de extrema importância, especialmente em uma instalação que oferece acesso 24 horas por dia, 7 dias por semana.

Certifique-se de que o escritório de coworking que você escolher oferece recursos de segurança, incluindo câmeras ou um guarda de segurança no local. Procure instalações com armários seguros e escritórios que só sejam acessíveis com cartão ou chave. E certifique-se de que há telefones fixos disponíveis em caso de emergência.

 

  1. Confortável, Design e Decoração Profissional

Embora a segurança e os suprimentos possam cair um pouco mais alto na escala de importância das coisas a serem procuradas em suas instalações de coworking, não subestime o valor do conforto e da aparência profissional em seu espaço de trabalho.

Em primeiro lugar, se o espaço não for atraente ou desconfortável, é menos provável que você queira passar o tempo necessário para realizar seu trabalho. Em segundo lugar, se você está atendendo clientes em seu escritório de coworking, será importante parecer apresentável e profissional. Isso será particularmente importante em um espaço que você está compartilhando com pessoas que talvez não conheça. Certifique-se de que o escritório de coworking e os clientes estão apresentáveis ​​e refletem seus valores de negócios e ética de trabalho.

Lembre-se de que flexibilidade, conforto e segurança estão entre as coisas mais importantes a se observar ao escolher um escritório de coworking. Existem muitas opções no mercado hoje, então decida o que é mais importante para você e pesquise até encontrar o ajuste perfeito.

Como iniciar e administrar uma agência de marketing digital

Você sabia que os gastos do mercado digital devem subir para R$ 375 bilhões até o próximo ano? Se você está procurando entrar neste campo promissor, você vai querer aprender como. Este artigo contém informações sobre o que é marketing digital, além de como iniciar e administrar uma agência de marketing digital.

Continue lendo para descobrir como entrar no mundo do marketing e ver os grandes cheques chegarem.

 

Iniciando uma agência digital em 8 etapas

  • Eduque-se
  • Encontre o seu nicho
  • Faça uma pesquisa de concorrentes
  • Lance seu site
  • Construir um portfólio
  • Definir um modelo de negócios
  • Tenha uma presença nas redes sociais
  • Gerar leads

 

Eduque-se

Antes de começar, é importante se educar e entender o máximo possível sobre  marketing digital para agências . Algumas das pessoas mais bem-sucedidas do mundo nunca param de aprender. Você pode desenvolver suas habilidades digitais e avançar em sua carreira com cursos online e recursos das principais instituições. Portanto, invista seu tempo e dinheiro no aprendizado. Você também vai querer ter uma compreensão da indústria.

Alguns conceitos diferentes que você deseja entender são PPC (marketing pay-per-click), SEO, campanhas de marketing por e-mail e criação de funis online. Você também vai querer entender o design gráfico e o marketing de conteúdo.

 

Encontre o seu nicho

A competição é intensa, portanto, encontrar seu nicho de marketing digital  é vital para se destacar. Você pode então se concentrar em um público menor interessado no que você oferece.

 

Faça uma pesquisa de concorrentes

Ao iniciar qualquer negócio, você deseja saber como se classifica em relação aos concorrentes. Ao pesquisar seus concorrentes, você saberá como superá-los.

Para fazer a análise da concorrência, você deve usar as mesmas palavras-chave que sua empresa usaria online. Limite sua concorrência para cerca de 10-15 concorrentes.

Depois de descobrir sua concorrência, verifique como eles estão monetizando (obtendo seu dinheiro). Então você pode aprender quais são seus métodos e o que é bem-sucedido.

Alguns exemplos de métodos de monetização são:

  • Doação, comissão, coaching
  • Venda de um produto digital ou físico
  • Geração de leads, vendas de afiliados, publicidade
  • Identifique pelo menos um método por concorrente.

Depois de descobrir como eles geram receita, você pode determinar sua estratégia de marketing de conteúdo. Dê uma olhada em suas postagens de blog, mídia social e SEO. Quanto ao conteúdo, é na forma de podcasts, blogs ou vídeos?

Em seguida, observe como eles se comunicam com seus clientes. Depois disso, determine se você gostaria de usar uma estratégia de marketing de conteúdo semelhante ou diferente.

 

Lançamento de um site

Antes de lançar seu site, você deve manter o conteúdo e os concorrentes em mente. Você também precisa decidir como encontrará clientes para sua empresa. Em seguida, você precisará de um nome de domínio e serviço de hospedagem para o seu site.

 

Construir um portfólio

Quando você está começando uma agência de marketing digital, para obter comentários e seu nome lá fora, você vai querer oferecer serviços gratuitos. Ao ganhar a confiança de seus clientes, você atrairá clientes em potencial.

Um bom portfólio inclui:

  • Estudos de caso aprofundados
  • Manchetes ou snippets
  • Depoimentos de clientes
  • Próximas metas para esse cliente

Você quer mostrar ao seu público que pode entregar resultados e continuará a fazê-lo. Certifique-se de que seu portfólio seja ético e honesto, sem esticar a verdade.

 

Definir um modelo de negócios

Existem várias maneiras de faturar seu cliente e como depende de você. Uma escolha é onde eles pagam por hora. Isso é bom quando você tem uma ou tarefas mais curtas. Quando você começa a aumentar, pode ser mais complicado.

Um retentor plano é um modelo de preço simples. Esta é uma taxa fixa para o mês. Apenas certifique-se de ter regras no que diz respeito ao fato de um cliente sair mais cedo ou se adaptar às suas necessidades.

O próximo modelo de precificação é a porcentagem de gastos. Isso garante que sua agência receberá a compensação correta pelo seu trabalho árduo. Você também pode verificar nosso guia digital de preços de agências para descobrir qual modelo se adapta melhor a você.

 

Tenha uma presença nas redes sociais

Quando você está começando uma agência de marketing digital, você vai querer estar nas redes sociais. É grátis criar uma conta em plataformas de mídia social, então por que não aproveitar? Você pode se beneficiar da geração orgânica de leads, envolvendo-se com clientes e clientes em potencial e, em seguida, tornar seu negócio global.

Sem falar que se pretende oferecer um serviço de gestão de mídias sociais, é fundamental que faça a gestão da sua própria empresa, certo?

 

Gerando leads

Existem várias maneiras de gerar leads, mas pode ser difícil no início aumentar sua base de clientes, então não desanime. Antes de gerar leads, você deve ter  em mente seu  cliente-alvo .

Depois de ter seu cliente-alvo, um método que você pode usar para geração de leads é iniciar um canal no Youtube.

Certifique-se de publicar regularmente conteúdo de vídeo no Youtube para gerar leads com conteúdo útil. Algumas ideias de publicação são estudos de caso, tópicos importantes de marketing, instruções e avaliações de clientes.

Você está percebendo que alguns artigos em seu blog têm melhor desempenho do que outros? Dê uma olhada no título. Faça o teste A / B de diferentes títulos e veja qual tem melhor desempenho. Você sempre pode voltar e trocar artigos para postagens de blog.

Outro método é fazer marketing de afiliados. Quando você faz parceria com afiliados, pode expandir sua rede e encontrar clientes em potencial. Você também pode enviar e-mails frios, mas tenha cuidado com esse método para não parecer spam.

Pesquise adequadamente cada empresa antes de entrar em contato e crie um e-mail que atenda às suas necessidades. Isso é ótimo quando você está começando e seu orçamento é limitado.

Na verdade, você também deve ter em mente que, se sua agência vai trabalhar na geração de leads para outras empresas de alguma forma, você deve saber como fazê-lo. Se você puder se comercializar, será mais fácil fazê-lo para seus clientes e terá um estudo de caso em mãos sobre você.

10 dicas para alcançar uma empresa mais sustentável.

Você pensa em integrar ações de sustentabilidade na sua empresa ou na instituição em que trabalha? Neste artigo, forneceremos 10 ideias e dicas para começar.

Implementar uma estratégia de sustentabilidade em qualquer tipo de empresa tem se mostrado lucrativo. Na maioria dos casos, envolve estar ciente da quantidade de recursos consumidos e conhecer os pontos da cadeia de valor onde há ineficiências. Em outros casos, tem um impacto no aumento das vendas, uma vez que existe uma comunidade crescente de consumidores responsáveis. Esses consumidores consideram onde investem seu dinheiro e em que contribuem em suas decisões de compra.

Por fim, uma estratégia de sustentabilidade permite propor soluções com repercussões nas 3 áreas da sustentabilidade: social, económica e ambiental.

Veja também – Porque investir em Sustentabilidade Empresarial

10 dicas pelas quais você pode começar para tornar seu negócio mais sustentável.

1- Controlar e reduzir o consumo de energia

Promova e incentive na sua equipa de trabalho hábitos que tenham impacto na redução do consumo de energia, por exemplo, desligar o equipamento quando não estiver a ser utilizado, ajustar a temperatura do ar condicionado, etc. Avalia a capacidade de mudar os sistemas para outros mais eficientes que causam menor consumo de energia.

2- Selecione seus provedores.

Promova dentro da sua empresa a contratação de fornecedores com compromisso ambiental. Escolha fornecedores locais ou próximos como prioridade.

3- Promove o uso de meios de transporte sustentáveis.

Investir em veículos híbridos ou elétricos, promover o transporte coletivo dos trabalhadores, o uso do transporte público, o uso da bicicleta ou a pé são ações para reduzir o impacto ambiental do transporte.

4- Economize papel.

O papel é um material utilizado em todas as empresas que causa diversos problemas ambientais como desmatamento, mudanças climáticas, etc. Promove o uso de sistemas de troca de arquivos digitais, reduzindo ou eliminando o uso de papel.

5- Gerenciar resíduos com eficiência.

As empresas são grandes geradoras de resíduos, coloque em prática a regra dos 3R na seguinte ordem: Reduza o volume de resíduos gerados, Reutilize os resíduos e caso não tenha a possibilidade de realizar os 2 Reciclar anteriores.

6- Promover educação e treinamento ambiental.

Realiza campanhas de educação ambiental e capacitação de trabalhadores para capacitar e conscientizar os colaboradores.

7- Integre o ecodesign.

Ecodesign é conceber seus produtos ou serviços do ponto de vista ambiental, levando em consideração todo o processo produtivo, desde sua criação até o final de sua vida útil. Utilizar materiais de fontes renováveis, com baixo consumo de energia, etc.

8- Incentive o comportamento responsável de seus clientes.

Promova um comportamento responsável entre seus clientes por meio de campanhas promocionais que premiem ações sustentáveis.

9- Colabore com ações sociais.

Com pequenos gestos você pode beneficiar inúmeras pessoas. Estabelecer colaborações com entidades que promovam ações com benefício socioambiental.

10- Meça e reduza sua pegada ambiental ou pegada de carbono.

As empresas causam por sua própria atividade ações que agridem o meio ambiente, medi-lo e propor ações de minimização é necessário para ser mais sustentável.

Seja qual for o seu setor, apostar em ser referência em uma empresa sustentável dentro dele é uma aposta vencedora, pois irá posicioná-lo como referência, incrementar as vendas e significar economia de custos com o controle dos processos produtivos.

Confira mais conteúdos em nosso site. Aproveite e compartilhe em suas redes sociais. Alguma sugestão no que podemos melhorar? Deixe nos comentários.

Bem-estar: 7 dicas de como melhorar sua qualidade de vida

Na era da informação, o fluxo de novas notícias e a presença digital nas redes sociais, em conjunto com a carga de trabalho e os longos trajetos em transporte público, podem ter um grande impacto no bem-estar dos indivíduos. Neste cenário, conhecer dicas de como melhorar sua qualidade de vida pode ser imprescindível para a manutenção de um dia a dia mais saudável e positivo.

Primeiramente, algumas informações são necessárias para entender de modo amplo alguns aspectos relacionados à melhora da qualidade de vida.

De acordo com uma pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), em 2018, estima-se que 70% dos brasileiros não possuam um convenio odontologico empresarial ou familiar para casos de emergências.

Até 2019, um terço da população brasileira recebia um salário mínimo por mês, sendo que o custo de vida das grandes metrópoles só está aumentando.

No entanto, ainda que esses fatores influenciem na qualidade de vida, os costumes e atitudes individuais que fazem parte da rotina das pessoas, podem ter impactos tão grandes no nível de satisfação pessoal quanto às condições político-sociais do país e o acesso ao auxílio médico de qualidade.

Veja também – Cirurgias Faciais estão se tornando cada vez mais popular entre os jovens

Os impactos de uma boa qualidade de vida

A qualidade de vida envolve todos os aspectos da rotina social, profissional e familiar de cada pessoa. 

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a percepção individual do equilíbrio entre os sistemas de valores em que se está inserido e os seus anseios, expectativas e preocupações também se relacionam a uma vivência de qualidade.

Uma experiência positiva na qualidade de vida pode ser resultado de pequenas mudanças em maus hábitos do cotidiano. Por exemplo, a mudança de costumes alimentares que afetam a saúde geral, a produtividade, os níveis de energia entre tantos outros aspectos.

Do mesmo modo, a contratação de um plano odontologico para MEI pode ampliar a saúde e a qualidade de vida de um modo geral, já que apresenta diversas vantagens para o beneficiário – como a facilitação do atendimento médico odontológico, a realização de consultas de diagnóstico e a garantia de tratamento de qualidade quando for necessário.

Todos esses benefícios impactam na satisfação que as pessoas sentem com o cotidiano e no aperfeiçoamento de suas qualidades de vida.

Dicas de como melhorar sua qualidade de vida

De modo a auxiliar na obtenção de qualidade de vida e ampliar o bem-estar geral nas diferentes esferas da vida, visto sua importância, confira a seguir algumas dicas para uma rotina mais saudável e efetiva.

1.   Desenvolva uma rotina noturna

Tão importante quanto a quantidade de horas dormidas é a manutenção da qualidade do sono. Para isso, a constância do horário de ir para cama e do horário de acordar pode fazer toda a diferença para um descanso adequado.

Segundo apontam estudos, não ter um horário fixo para dormir afeta o sistema cardíaco e o funcionamento de todo o metabolismo. 

Além disso, os participantes da pesquisa que mantinham uma rotina noturna e dormiam nos mesmos horários todos os dias, apresentaram menor ganho de peso, pressão arterial mais baixa, menor risco de acidente vascular cerebral (AVC) e reportavam um índice de depressão e estresse inferiores aos que tinham um padrão de sono irregular.

A qualidade insatisfatória de sono também aumenta o acúmulo de açúcar no sangue, o que propicia o aparecimento de doenças como a diabetes. 

Essa doença, por sua vez, além de afetar todo o organismo, também pode favorecer o surgimento de doenças bucais graves, como a gengivite e as periodontites.

 2.   Escolha melhor seus alimentos

Os alimentos ingeridos representam a maior parte da energia necessária para servir como combustível para o organismo. As vitaminas e os minerais consumidos afetam desde o funcionamento do organismo até o fortalecimento do sistema imunológico e a estruturação óssea.

Dar preferência a comidas frescas e naturais como frutas e verduras, além ajudar no combate de doenças e deixar o corpo mais forte, pode auxiliar na fortificação dos dentes e no combate a bactérias causadoras de cáries e inflamações gengivais.

Ainda pior, o consumo excessivo de alimentos industrializados e com alto teor de açúcares propaga a reprodução bacteriana e o agravamento dessas infecções. 

Com isso, se não tratadas corretamente, elas podem contaminar a corrente sanguínea e causar problemas cardíacos e infecções em outras partes do corpo.

Para evitar tais agravamentos, o investimento em um plano odontologico pode ser essencial para a orientação especializada sobre quais alimentos podem ajudar no combate dessas e outras doenças, além de facilitar o tratamento e diagnóstico de diferentes patologias.

3.   Atente-se às necessidades do corpo

Saber identificar as mudanças e necessidades físicas é primordial para supri-las e garantir o seu melhor funcionamento. 

Por isso, manter consultas regulares com odonto empresarial ou clínicas médicas particulares, bem como a realização de exames de rotina, é muito importante para a manutenção de uma boa qualidade de vida.

Para isso, recomenda-se que as pessoas compareçam a consultas de acompanhamento uma vez ao ano, a cada dois anos para adultos saudáveis, ou a cada seis meses para pacientes diabéticos, hipertensos e que apresentem outros quadros clínicos semelhantes.

No entanto, as doenças dos dentes são tão comuns e frequentes que o retorno médio recomendado pelos dentistas é de uma vez a cada seis meses, para pacientes saudáveis de todas as idades e uma vez a cada quatro meses para pacientes diabéticos ou hipertensos.

Para auxiliar nesse processo, o plano dental coletivo empresarial ou familiar são boas maneiras de conseguir baratear os custos das consultas e procedimentos necessários durante essas visitas, além de facilitar a marcação das consultas.

Já o seguro de saúde pode proporcionar maior tranquilidade e segurança para os pacientes e seus familiares, já que ambos podem ser estendidos para dependentes.

 4.   Hidrate-se

O corpo humano é composto por até 60% de água. Deste modo, a desidratação afeta o funcionamento de todos os setores do organismo, desde processos metabólicos até a saúde da pele e o funcionamento dos demais órgãos.

A falta de água faz com que o corpo retenha mais líquido e, assim, a produção de urina, suor e saliva é diminuída. 

Essa redução do fluxo salivar torna a boca um ambiente muito mais suscetível ao surgimento de cáries, e a de suor pode causar a hipertermia, em dias muito quentes.

Em contrapartida, a hidratação apropriada – que pode variar de organismo para organismo – tem impactos bastante positivos na saúde, no humor, na produtividade e até na melhora do raciocínio lógico.

Geralmente, é recomendado o consumo diário de água equivalente a 35ml para cada quilo do indivíduo. Por isso, a ingestão satisfatória irá depender do peso de cada pessoa.

5.   Faça exercícios físicos regularmente

A movimentação física é fundamental para afastar as doenças, melhorar a qualidade da saúde mental, dar mais energia e disposição, além de deixar o corpo mais resistente.

A recomendação da OMS é que os adultos realizem entre 25 e 50 minutos de exercício físico moderado, seis vezes por semana. 

Para isso, no entanto, para garantir mais qualidade aos exercícios e a saúde do paciente, é necessária a avaliação médica para maior segurança antes de iniciar qualquer modalidade esportiva e ampliar gradativamente a intensidade dos exercícios.

6.   Cuide da sua saúde mental

A saúde mental é um dos fatores que mais pode comprometer a qualidade de vida, pois ela interfere em todos os setores da vida e do corpo humano.

Por ainda se tratar de um tema tabu, inquietações ou problemas com o bem-estar mental costumam ser negligenciados e potencializados por seu acúmulo e falta de diagnóstico.

Dentre os setores do cotidiano que podem ser afetados pela saúde mental estão:

  • Interações sociais;
  • Saúde física;
  • Níveis de disposição;
  • Autoestima;
  •  Oscilação de humor;
  • Surgimento de dores e sensação de taquicardia.

 

Desta forma, se torna primordial a realização de atividades e atitudes individuais que promovam o maior equilíbrio emocional, bem-estar e autoestima, bem como práticas que possam acalmar a mente, como a realização da meditação e atividades de respiração e atenção plena.

Consultas regulares com psicólogos também podem auxiliar na identificação de problemas e no melhor controle e gerenciamento de emoções e traumas que podem estar prejudicando a sua qualidade de vida e na harmonia com as pessoas próximas a você.

 7.   Divida mais tempo com as pessoas que ama

Em meio ao estresse e obrigações profissionais, é comum negligenciarmos alguns dos aspectos da vida que são responsáveis por nos deixar com a genuína sensação de felicidade e satisfação.  

A diversão e o compartilhamento desses momentos com as pessoas que amamos, frequentemente, é um dos setores que mais necessitam de esforço na nossa rotina para se manterem plenos.

Ser capaz de se distrair, relaxar e dividir momentos agradáveis é sempre mais fácil quando conseguimos nos desconectar das preocupações e termos a certeza que a nossa saúde e segurança estão garantidos. 

A contratação de um seguro de saúde ou de um plano odontológico pode representar a proteção do atendimento em casos de emergências e o tratamento, com segurança, de doenças e condições que possam representar algum tipo de agravamento.

O plano dental para MEI pode, ainda, ter esses benefícios estendidos para até dois familiares do titular que possui CNPJ, garantindo a saúde de toda a família e a tranquilidade de todos, conferindo ainda mais qualidade de vida a todos.

Qualidade de vida nas empresas

Empresas que desejam melhorar a produtividade e o rendimento do serviço dos seus colaboradores devem investir em ações que promovem a qualidade de vida de seus funcionários. 

Inclusive, estudos indicam que o nível de satisfação pessoal, de forma individual ou coletiva (em uma empresa), pode afetar até em seu crescimento interno.

Por esse motivo, uma forma de demonstrar a preocupação com o bem-estar de seus colaboradores é oferecer benefícios como o plano odontologico empresarial, o que impacta diretamente na valorização e engajamento/produtividade. 

Tal benefício tende apresentar custos bastante reduzidos e atrativos, principalmente quando comparado aos benefícios que promove – como a melhora na qualidade de vida para aqueles que auxiliam no crescimento do seu negócio. 

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe da Networkflow, especializada em materiais para network, empreendedorismo e dicas para a saúde e qualidade de vida.

Como ler cartas de tarô: dicas básicas

Você quer saber como ler cartas de tarô? Então, essas dicas são para você!

Consultar as cartas para ter mais clareza interior e na tomada de decisões é uma prática existente há séculos, mas ainda é muito popular atualmente. Afinal, o mundo místico pode ajudar (e muito!) no seu caminho para o autoconhecimento. 

No baralho, cada uma das cartas traz significados e reflexões para aquele que o consulta.

Ainda assim, a leitura nem sempre é fácil e exige alguns esforços da pessoa que quer interpretar esses significados. Por isso, separamos aqui as principais dicas para você que quer começar aprender a ler cartas de tarô.

Dicas básicas sobre como ler cartas de tarô 

Conheça o baralho

Antes de mais nada, é preciso se familiarizar com o baralho. No total, são 78 cartas que trazem diferentes elementos, personagens, cores e signos. A analogia de todos esses fatores é o que constrói o significado de cada uma delas. 

Existem 22 cartas conhecidas como Arcanos Maiores, representando a “Jornada do Louco”. Elas traçam uma história, com início, meio e fim ao serem tiradas na mesa. As demais cartas são os Arcanos Menores e que trazem respostas mais específicas para as perguntas de cada um. 

Associe as cores com as cartas

Outra ótima dica para interpretar o baralho é de acordo com as cores. Os baralhos tradicionais contam com a predominância de duas cores, o vermelho e o azul. Enquanto o vermelho representa a paixão, a vitalidade, ardor e ação a serviço do espírito, o azul já traz mais tranquilidade e espiritualidade. 

Embora menos predominantes, as demais cores também contam com seus próprios significados. Por exemplo, o verde representa a água purificadora, o amarelo, a cor do Sol e a alegria e o preto, a ausência de cor, a noite e o vazio. Tudo isso ajuda a construir a mensagem no baralho! 

Analise a posição das figuras

Além das cores, ao começar a aprender como ler cartas de tarô, tenha em mente que a posição dos personagens nas cartas também é passível de interpretação. As partes do corpo podem ser vistas de frente ou de perfil, voltadas para a direita ou a esquerda. No caso da direita, logo pensamos na ação, lucidez e lógica.

Em contrapartida, a esquerda representa a intuição e a meditação. 

Da mesma forma, o personagem estar com as pernas estáticas ou em movimento, em pé ou sentados também podem ter significados que variam entre o impulso e a estabilidade. Por isso, é importante fazer uma análise conjunta de todos os elementos. 

Como ler cartas de tarô: estude uma carta por vez! 

Por último, vamos deixar aqui a dica mais importante para quem se dispôs a compreender o significado das cartas: estude um arcano por vez!

Como você pode ver ao longo deste artigo, não são apenas os personagens em si que trazem significados variados. As cores da carta, sua posição no baralho, a postura dos personagens e os elementos ligados às cartas são apenas alguns desses fatores que podem transformar as respostas.

Sendo assim, a análise de uma carta por vez é a melhor forma de se familiarizar com suas diversas possibilidades. Por mais que pareça mais demorado aprender dessa forma, você ter a certeza de que é a melhor técnica para uma leitura completa.

Na verdade, tenha em mente que a leitura do tarô é como um estudo para toda a vida. A cada dia, você vai descobrir novas combinações, novos significados e novas formas de buscar e fornecer as respostas durante a leitura. Então, nunca pare de estudar para se aprimorar cada vez mais!

Restou alguma dúvida sobre o tema? Deixe seu comentário abaixo e compartilhe o artigo nas redes sociais!

5 dicas de moda para ter escolher uma bolsa

Uma bolsa é um acessório usado para realçar suas roupas e definir seu estilo, mas pode fazer ou quebrar você. Não saber como estilizar sua bolsa ou escolher o certo com seu traje ou ocasião pode chamar a atenção para os lugares errados.

Estar ciente do seu estilo pessoal de moda e estilo de vida é importante para garantir que você tenha a coleção de bolsas que deseja e que a deixa orgulhosa. Saber como usar suas bolsas também é um passo crucial na moda. Estar ciente de ambos irá ajudá-lo em sua jornada de moda com suas bolsas e não haverá mais preocupações.

Combine a sua bolsa estilosa com os incríveis Tênis Nike Air Max – Qualidade e estilo em um só tênis

5 dicas de moda para ter escolher uma bolsa

1- Combine com seu estilo pessoal

Pensar em quais bolsas complementam seu estilo pessoal é o primeiro passo na direção certa. Escolher uma bolsa que se adapte ao seu estilo é essencial para definir sua imagem e aproveitar ao máximo sua bolsa.

Olhe para os detalhes do seu armário, para que sua bolsa combine com o que você veste regularmente. Por exemplo, se você tem um estilo mais descontraído, algo que pode funcionar bem para você é uma sacola de lona de algodão ou uma simples bolsa mensageiro. Se você se considera mais elegante, uma bolsa de couro de tamanho médio pode caber melhor em você.

2- Versatilidade é a chave

Uma excelente dica para levar com você é escolher pelo menos uma sacola para cada uma de suas possíveis atividades diárias, como noites casuais, trabalho ou festas. Cores neutras e versáteis como preto, marrom, bege e branco são boas cores para escolher, então nada bate muito com roupas.

Boas perguntas a se fazer antes de comprar uma bolsa para ser mais versátil são o quão prática a bolsa é para o seu estilo de vida, você pode usá-la com a maioria das suas roupas e com que frequência você usará a bolsa.

3- Faça funcionar com o formato do seu corpo

Com qualquer peça de roupa ou acessório, é imprescindível modelar uma bolsa com a sua figura corporal . Uma bolsa pode arrancar ou adicionar quilos com a mesma facilidade que qualquer outro item de roupa, dependendo do formato da bolsa, do tamanho e de onde ela cai no seu corpo.

Se você quiser adicionar volume ou largura ao seu corpo, escolher uma bolsa larga e detalhada seria o melhor e fazer o oposto quando quiser emagrecer.

Mulheres mais curvilíneas devem evitar bolsas redondas que são mais desleixadas e, em vez disso, preferir bolsas mais planas para o corpo. Mulheres com formas corporais mais finas devem ter cuidado ao escolher bolsas muito grandes ou largas.

4- Aprenda a misturar e combinar

Manter seu traje geral equilibrado é o mais importante quando se trata de misturar e combinar. Se sua bolsa for mais chamativa e decorativa, mantenha sua roupa simples para evitar misturar muitos padrões.

Manter sua roupa equilibrada também se correlaciona com muita combinação, o que não é muito lisonjeiro na maioria dos casos. Faça com que a bolsa e a roupa combinem direito, para que a bolsa não pareça que está se misturando. Outra boa dica é prestar atenção no hardware, como detalhes metálicos, em sua bolsa e roupa. Combiná-los é importante e fica bem quando bem feito.

5- Vista-se para a ocasião

Combinar sua bolsa com a ocasião é muito importante, seja para ir às compras, formal, elegante ou casual. Uma excelente dica a seguir é ir para bolsas pequenas para adicionar um visual sofisticado e bolsas maiores para dar um look mais descontraído e casual.

Levar em consideração os itens que você carregará também é uma boa regra ao escolher para a ocasião. Cada bolsa tem diferentes espaços de armazenamento para diferentes usos; esta é uma excelente forma de começar a escolher para a ocasião.

Confira mais conteúdos em nosso site. Aproveite e compartilhe em suas redes sociais. Alguma sugestão no que podemos melhorar? Deixe nos comentários.

Nutrição para jovens atletas: ganhando músculos e perdendo gordura

A nutrição é importante em todas as idades, pois dita literalmente o que nos tornamos fisicamente. Como um treinador de força e condicionamento físico, a nutrição é uma parte vital da equação ao tentar ajudar os atletas a melhorar. É um dos “3 pilares” necessários para melhorar fisicamente. Esses 3 pilares são treinar, dormir e comer. Como qualquer tripé, se uma das pernas faltar, tudo desaba.

A comida é a nossa principal fonte de combustível e os blocos de construção que reconstroem nossos corpos depois de muito treinamento e competição. Isso significa que se queremos ter energia para treinar e ter todos os blocos de construção para reconstruir, temos que comer direito !! Comer a quantidade adequada de alimentos dependerá dos objetivos do atleta. A maioria dos atletas se enquadra em 2 categorias para melhorar: atletas que precisam ganhar músculos e aqueles que precisam ficar mais magros. Os atletas devem sempre se concentrar em um deles de cada vez para maximizar os ganhos que obtêm. Aqui estão algumas dicas para ambos:

Dicas para ganhar músculos

Coma frequentemente ao longo do dia. Procure comer a cada 2 horas ao longo do dia. Comer mais refeições pode tornar o aumento da ingestão calórica mais administrável.

Aumente a quantidade sem sacrificar a qualidade. Parece mais fácil aumentar a ingestão calórica comendo alimentos processados ​​ou de jejum de alto teor calórico. Isso irá acumular gordura indesejada, além de ganho muscular. Evite isso.

Beba calorias líquidas saudáveis. Beber leite e suco de fruta 100% pode aumentar as calorias de forma saudável.

Coma mais proteína. ¾ a 1 grama de proteína por quilo de peso corporal garantirá que seu corpo tenha todos os blocos de construção de que precisa para se recuperar do treinamento.

Coma antes de dormir. Comer logo antes de dormir pode ajudar seu corpo a se recuperar e crescer enquanto você está cochilando.

Se busca por um bom sneaker Nike Air Max, confira já.

 

 

Dicas para perder peso

Coma frequentemente ao longo do dia. Comer pequenas refeições a cada 3-4 horas irá ajudá-lo a ficar satisfeito e evitar a compulsão alimentar.

Coma durante o treino. Comer carboidratos ricos em amido antes e imediatamente após o treino irá abastecer seus treinos. No entanto, evitar carboidratos em outros momentos o ajudará a perder gordura.

Legumes, legumes, legumes. O título diz tudo; Encha cada refeição com o máximo de vegetais que puder. Isso irá garantir que você obtenha suas vitaminas e minerais diários e também irá enchê-lo sem adicionar calorias indesejadas.

Beber água! Beber entre ½ e 1 litro de água por dia ao tentar emagrecer ajudará seu corpo a manter seus processos normais enquanto ingere menos. Também o ajudará a sentir-se saciado e a limitar as calorias.

Problemas em Relacionamentos Bidirecionais

Relacionamento Bidirecional

Essa literatura oferece a base sobre a qual desenvolvemos nossa hipótese principal. Se as pessoas vêem uma correlação entre sentimentos subjetivos e distância psicológica (Vallacher e Wegner 1987 ; Van Boven et al. 2010 ), elas podem usar a distância psicológica para inferir um sentimento de dificuldade.

Ou seja, aumentar a distância psicológica de uma tarefa complexa pode reduzir a sensação de dificuldade. Essa suposição de inferência reversa é consistente com os achados na área geral de estratégia inferencial bidirecional (Kahneman e Frederick 2002 ; Wyer e Srull 1989 ). Por exemplo, Wyer e Srull ( 1989, 281) postulam que “os sujeitos que inferem que uma condição de estímulo implica outra (que X implica Y) também acreditarão que a segunda implica a primeira (que Y implica X) e, portanto, inferirão X da existência de Y.”

Com base nessa premissa, propomos que quando uma tarefa é construída de uma perspectiva distante, a mente infere espontaneamente que a tarefa é menos difícil. Por outro lado, quando uma tarefa é interpretada de uma perspectiva proximal, a mente infere que a tarefa é mais difícil.

Pesquisa de Ayduk e Kross ( 2008 ) e Kross et al. ( 2005 ) oferece suporte preliminar para nossa proposição, embora esta linha de pesquisa não tenha examinado o sentimento de dificuldade.

Kross et al. ( 2005 ) demonstrou que instruir explicitamente os participantes a adotar uma perspectiva distanciada (por exemplo, “dê alguns passos para trás e afaste-se de sua experiência … observe o conflito se desdobrar como se estivesse acontecendo tudo de novo com você distante”; Kross et al. 2005 ) reduziu os sentimentos negativos associados a experiências anteriores. Da mesma forma, Ayduk e Kross ( 2008) mostraram que a mesma manipulação da perspectiva distanciada afetou a pressão arterial.

Eles descobriram que a reatividade da pressão arterial era mínima quando os participantes adotaram uma perspectiva distanciada ao analisar suas emoções.

Com base nesses resultados, hipotetizamos que distanciar psicologicamente uma pessoa de uma tarefa atenuará a sensação de dificuldade decorrente da complexidade da tarefa. A seguir, consideramos como as pessoas podem se distanciar psicologicamente das tarefas. Consideramos dois antecedentes da distância psicológica – mentalidade abstrata e distância corporal.

Antecedentes da distância psicológica
Foi demonstrado que a construção abstrata pode aumentar a distância psicológica.

Por exemplo, Fujita at al. ( 2006 ) mostraram que quando as pessoas são preparadas para pensar em categorias abstratas de objetos (por exemplo, “bebida” como uma representação mais abstrata de “refrigerante”), elas são mais propensas a se concentrar em objetivos distantes.

Por outro lado, quando as pessoas são preparadas para considerar exemplares concretos dos mesmos objetos (por exemplo, “Coca” como um exemplo de “refrigerante”), elas se concentram no objetivo imediato.

Na mesma linha, pensar sobre uma tarefa abstratamente (por exemplo, fazer uma lista é se organizar) pode levar ao auto distanciamento da tarefa, e pensar sobre a mesma tarefa concretamente (por exemplo, fazer uma lista é anotar coisas) pode aumentar proximidade psicológica com a tarefa (Trope e Liberman 2010) Essa corrente da literatura postula que a ativação de uma mentalidade abstrata aumentará a distância psicológica da tarefa.

DISTANCIA CORPORAL
Com base na literatura emergente sobre cognição incorporada (Barsalou 2010 ; Niedenthal 2007 ), identificamos um antecedente novo e mais direto da psicologia comportamental: a distância corporal de uma tarefa.

A literatura sobre cognição incorporada mostrou que processos cognitivos de alto nível, como pensamento e julgamento, são influenciados por sistemas sensoriais, motores e afetivos (Barsalou 2010 ; Niedenthal 2007) Com base nessa literatura, propomos que alterar a distância corporal do alvo de julgamento inclinando-se para frente ou para trás na tarefa também alterará a distância psicológica da tarefa.

Em particular, hipotetizamos que se afastar fisicamente do alvo de julgamento aumentará a distância psicológica dele e reduzirá a sensação de dificuldade. A discussão anterior nos leva às seguintes duas hipóteses formais:

Ativar uma mentalidade abstrata aumentará a distância psicológica e reduzirá a sensação de dificuldade que os consumidores experimentam ao realizar tarefas complexas subsequentes e não relacionadas

Assumir uma postura corporal que aumenta a distância corporal das tarefas de julgamento aumentará a distância psicológica e terá o mesmo efeito na dificuldade da tarefa, conforme descrito na hipótese.