Bem-estar: 7 dicas de como melhorar sua qualidade de vida

Na era da informação, o fluxo de novas notícias e a presença digital nas redes sociais, em conjunto com a carga de trabalho e os longos trajetos em transporte público, podem ter um grande impacto no bem-estar dos indivíduos. Neste cenário, conhecer dicas de como melhorar sua qualidade de vida pode ser imprescindível para a manutenção de um dia a dia mais saudável e positivo.

Primeiramente, algumas informações são necessárias para entender de modo amplo alguns aspectos relacionados à melhora da qualidade de vida.

De acordo com uma pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), em 2018, estima-se que 70% dos brasileiros não possuam um convenio odontologico empresarial ou familiar para casos de emergências.

Até 2019, um terço da população brasileira recebia um salário mínimo por mês, sendo que o custo de vida das grandes metrópoles só está aumentando.

No entanto, ainda que esses fatores influenciem na qualidade de vida, os costumes e atitudes individuais que fazem parte da rotina das pessoas, podem ter impactos tão grandes no nível de satisfação pessoal quanto às condições político-sociais do país e o acesso ao auxílio médico de qualidade.

Veja também – Cirurgias Faciais estão se tornando cada vez mais popular entre os jovens

Os impactos de uma boa qualidade de vida

A qualidade de vida envolve todos os aspectos da rotina social, profissional e familiar de cada pessoa. 

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a percepção individual do equilíbrio entre os sistemas de valores em que se está inserido e os seus anseios, expectativas e preocupações também se relacionam a uma vivência de qualidade.

Uma experiência positiva na qualidade de vida pode ser resultado de pequenas mudanças em maus hábitos do cotidiano. Por exemplo, a mudança de costumes alimentares que afetam a saúde geral, a produtividade, os níveis de energia entre tantos outros aspectos.

Do mesmo modo, a contratação de um plano odontologico para MEI pode ampliar a saúde e a qualidade de vida de um modo geral, já que apresenta diversas vantagens para o beneficiário – como a facilitação do atendimento médico odontológico, a realização de consultas de diagnóstico e a garantia de tratamento de qualidade quando for necessário.

Todos esses benefícios impactam na satisfação que as pessoas sentem com o cotidiano e no aperfeiçoamento de suas qualidades de vida.

Dicas de como melhorar sua qualidade de vida

De modo a auxiliar na obtenção de qualidade de vida e ampliar o bem-estar geral nas diferentes esferas da vida, visto sua importância, confira a seguir algumas dicas para uma rotina mais saudável e efetiva.

1.   Desenvolva uma rotina noturna

Tão importante quanto a quantidade de horas dormidas é a manutenção da qualidade do sono. Para isso, a constância do horário de ir para cama e do horário de acordar pode fazer toda a diferença para um descanso adequado.

Segundo apontam estudos, não ter um horário fixo para dormir afeta o sistema cardíaco e o funcionamento de todo o metabolismo. 

Além disso, os participantes da pesquisa que mantinham uma rotina noturna e dormiam nos mesmos horários todos os dias, apresentaram menor ganho de peso, pressão arterial mais baixa, menor risco de acidente vascular cerebral (AVC) e reportavam um índice de depressão e estresse inferiores aos que tinham um padrão de sono irregular.

A qualidade insatisfatória de sono também aumenta o acúmulo de açúcar no sangue, o que propicia o aparecimento de doenças como a diabetes. 

Essa doença, por sua vez, além de afetar todo o organismo, também pode favorecer o surgimento de doenças bucais graves, como a gengivite e as periodontites.

 2.   Escolha melhor seus alimentos

Os alimentos ingeridos representam a maior parte da energia necessária para servir como combustível para o organismo. As vitaminas e os minerais consumidos afetam desde o funcionamento do organismo até o fortalecimento do sistema imunológico e a estruturação óssea.

Dar preferência a comidas frescas e naturais como frutas e verduras, além ajudar no combate de doenças e deixar o corpo mais forte, pode auxiliar na fortificação dos dentes e no combate a bactérias causadoras de cáries e inflamações gengivais.

Ainda pior, o consumo excessivo de alimentos industrializados e com alto teor de açúcares propaga a reprodução bacteriana e o agravamento dessas infecções. 

Com isso, se não tratadas corretamente, elas podem contaminar a corrente sanguínea e causar problemas cardíacos e infecções em outras partes do corpo.

Para evitar tais agravamentos, o investimento em um plano odontologico pode ser essencial para a orientação especializada sobre quais alimentos podem ajudar no combate dessas e outras doenças, além de facilitar o tratamento e diagnóstico de diferentes patologias.

3.   Atente-se às necessidades do corpo

Saber identificar as mudanças e necessidades físicas é primordial para supri-las e garantir o seu melhor funcionamento. 

Por isso, manter consultas regulares com odonto empresarial ou clínicas médicas particulares, bem como a realização de exames de rotina, é muito importante para a manutenção de uma boa qualidade de vida.

Para isso, recomenda-se que as pessoas compareçam a consultas de acompanhamento uma vez ao ano, a cada dois anos para adultos saudáveis, ou a cada seis meses para pacientes diabéticos, hipertensos e que apresentem outros quadros clínicos semelhantes.

No entanto, as doenças dos dentes são tão comuns e frequentes que o retorno médio recomendado pelos dentistas é de uma vez a cada seis meses, para pacientes saudáveis de todas as idades e uma vez a cada quatro meses para pacientes diabéticos ou hipertensos.

Para auxiliar nesse processo, o plano dental coletivo empresarial ou familiar são boas maneiras de conseguir baratear os custos das consultas e procedimentos necessários durante essas visitas, além de facilitar a marcação das consultas.

Já o seguro de saúde pode proporcionar maior tranquilidade e segurança para os pacientes e seus familiares, já que ambos podem ser estendidos para dependentes.

 4.   Hidrate-se

O corpo humano é composto por até 60% de água. Deste modo, a desidratação afeta o funcionamento de todos os setores do organismo, desde processos metabólicos até a saúde da pele e o funcionamento dos demais órgãos.

A falta de água faz com que o corpo retenha mais líquido e, assim, a produção de urina, suor e saliva é diminuída. 

Essa redução do fluxo salivar torna a boca um ambiente muito mais suscetível ao surgimento de cáries, e a de suor pode causar a hipertermia, em dias muito quentes.

Em contrapartida, a hidratação apropriada – que pode variar de organismo para organismo – tem impactos bastante positivos na saúde, no humor, na produtividade e até na melhora do raciocínio lógico.

Geralmente, é recomendado o consumo diário de água equivalente a 35ml para cada quilo do indivíduo. Por isso, a ingestão satisfatória irá depender do peso de cada pessoa.

5.   Faça exercícios físicos regularmente

A movimentação física é fundamental para afastar as doenças, melhorar a qualidade da saúde mental, dar mais energia e disposição, além de deixar o corpo mais resistente.

A recomendação da OMS é que os adultos realizem entre 25 e 50 minutos de exercício físico moderado, seis vezes por semana. 

Para isso, no entanto, para garantir mais qualidade aos exercícios e a saúde do paciente, é necessária a avaliação médica para maior segurança antes de iniciar qualquer modalidade esportiva e ampliar gradativamente a intensidade dos exercícios.

6.   Cuide da sua saúde mental

A saúde mental é um dos fatores que mais pode comprometer a qualidade de vida, pois ela interfere em todos os setores da vida e do corpo humano.

Por ainda se tratar de um tema tabu, inquietações ou problemas com o bem-estar mental costumam ser negligenciados e potencializados por seu acúmulo e falta de diagnóstico.

Dentre os setores do cotidiano que podem ser afetados pela saúde mental estão:

  • Interações sociais;
  • Saúde física;
  • Níveis de disposição;
  • Autoestima;
  •  Oscilação de humor;
  • Surgimento de dores e sensação de taquicardia.

 

Desta forma, se torna primordial a realização de atividades e atitudes individuais que promovam o maior equilíbrio emocional, bem-estar e autoestima, bem como práticas que possam acalmar a mente, como a realização da meditação e atividades de respiração e atenção plena.

Consultas regulares com psicólogos também podem auxiliar na identificação de problemas e no melhor controle e gerenciamento de emoções e traumas que podem estar prejudicando a sua qualidade de vida e na harmonia com as pessoas próximas a você.

 7.   Divida mais tempo com as pessoas que ama

Em meio ao estresse e obrigações profissionais, é comum negligenciarmos alguns dos aspectos da vida que são responsáveis por nos deixar com a genuína sensação de felicidade e satisfação.  

A diversão e o compartilhamento desses momentos com as pessoas que amamos, frequentemente, é um dos setores que mais necessitam de esforço na nossa rotina para se manterem plenos.

Ser capaz de se distrair, relaxar e dividir momentos agradáveis é sempre mais fácil quando conseguimos nos desconectar das preocupações e termos a certeza que a nossa saúde e segurança estão garantidos. 

A contratação de um seguro de saúde ou de um plano odontológico pode representar a proteção do atendimento em casos de emergências e o tratamento, com segurança, de doenças e condições que possam representar algum tipo de agravamento.

O plano dental para MEI pode, ainda, ter esses benefícios estendidos para até dois familiares do titular que possui CNPJ, garantindo a saúde de toda a família e a tranquilidade de todos, conferindo ainda mais qualidade de vida a todos.

Qualidade de vida nas empresas

Empresas que desejam melhorar a produtividade e o rendimento do serviço dos seus colaboradores devem investir em ações que promovem a qualidade de vida de seus funcionários. 

Inclusive, estudos indicam que o nível de satisfação pessoal, de forma individual ou coletiva (em uma empresa), pode afetar até em seu crescimento interno.

Por esse motivo, uma forma de demonstrar a preocupação com o bem-estar de seus colaboradores é oferecer benefícios como o plano odontologico empresarial, o que impacta diretamente na valorização e engajamento/produtividade. 

Tal benefício tende apresentar custos bastante reduzidos e atrativos, principalmente quando comparado aos benefícios que promove – como a melhora na qualidade de vida para aqueles que auxiliam no crescimento do seu negócio. 

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe da Networkflow, especializada em materiais para network, empreendedorismo e dicas para a saúde e qualidade de vida.