Como congelar os alimentos da forma certa

Nem sempre dá tempo de preparar as refeições de forma caseira pois isso é certamente muito demorado, principalmente para quem passa o dia inteiro travando e não tem tempo para nada, por isso a prática de congelar alimentos pode ser útil.

Não apenas para isso, mas para quem não pode gastar dinheiro com marmitas para se alimentar no almoço, durante o expediente no trabalho, então para isso é necessário que o almoço seja feito antes e esquentado na hora de comer.

Por isso é necessário que se aprenda a congelar os alimentos da forma correta, sem que haja nenhum prejuízo tanto no sabor como no valor nutritivo, como é natural que se perca essas coisa durante o congelamento da refeição, prejudicando você.

Assim, não perca tempo e também sua refeição ao não saber como congelar corretamente as suas refeições, aprenda como congelar suas refeições e assim se alimente da forma correta em cada refeição que você tiver que congelar.

Suas refeições, mesmo que esquentadas, não precisam perder totalmente a graça característica, não vai deixar de ser comida congelada mas pelo menos você pode melhorar suas refeições sabendo uma forma de manter o máximo a comida.

Condições de armazenamento

Antes de tudo é necessário manter os equipamentos e ambiente corretos para congelar suas refeições, não dá para usar qualquer vasilha ou para congelar de qualquer jeito, é necessário certos cuidados antes de qualquer coisa.

Para usar uma vasilha sem problema você precisa saber se ela é livre de bisfenol, substância comum aos plásticos industrializados e que são danosos a saúde humana, por isso devem ser evitados, basta buscar se a marca da a garantia disto.

Além disso, você também pode usar potes de vidro (preferencialmente se a tampa for hermética) ou também sacos plásticos, ambos podem ser úteis para armazenar os alimentos, cabendo a você escolher qual melhor se encaixa nas suas necessidades.

Verifique também se esse pote é adequado para trocas de temperatura, pois quando congelar e quando for esquentado o pote vai passar por mudanças de temperatura e não seria agradável se ele se quebrasse devido a exposição a temperaturas altas.

Tendo em mente isso, cuidado para não deixar água se acumular dentro das marmitas, principalmente na hora em que for preparar e por na marmita, quando daí o vapor do alimento fresco ainda existe, basta tampar depois que o valor acabar.

Cuide da temperatura ideal no freezer

Além disso, não ache que é só colocar lá e por em qualquer temperatura, existe uma temperatura ideal para preservar cada alimento de acordo com o tempo necessário, se não for frio o bastante então certamente não será preservado e vai acabar estragando.

E por outro lado se for frio o bastante a comida pode sequer ser descongelada, a água congelada pode danificar o alimento e tornar impossível de consumir quando descongelar, por isso procure sempre a temperatura ideal para congelar.

Uma temperatura ótima para se pensar é 18°, programe seu freezer assim e os alimentos devem ser preservados por mais tempo, por outro lado mantenha os alimentos que não devem ficar muito congelados longe do freezer.

Se os vegetais não puderem ficar muito expostos a temperaturas frias, deixe eles na parte mais distante do freezer para não congelarem, o mesmo com qualquer outro alimento, como sorvetes, refrigerantes, coisas que se congelarem perdem o gosto.

Configure seu freezer e use de forma correta para manter por mais tempo seus alimentos preservados, e lembre de escolher com cuidado o que vai preservar para evitar estragar seu alimento com a temperatura, seja alta ou baixa demais.

Não posso deixar de citar como dica no meio do artigo o T5 Estimulante. Acho que muita gente pode se beneficiar dele.

Anote o tempo de congelamento

Outra dica, não do congelamento mas da sua organização quando congelar, é sobre anotar o tempo que cada alimento passou no freezer, para evitar comer um alimento que passou por mais tempo do que deveria no congelador e estragou.

Há um tempo limite para a preservação dos alimentos, então para garantir que você não deixou lá algo de muitos meses atrás, etiquetar os alimentos é uma prática saudável, não consuma os alimentos de qualquer jeito, mantenha um controle.

Com esse controle sobre seus alimentos você pode ir descartando aquilo que você não consumiu e estragou, ou priorizar comer alimentos mais próximos de estragar (mas não os já estragados) para manter os outros recentes lá se necessário.

Basta prender com uma fita adesiva ou de quiser usar outra forma de etiquetar os alimentos, basta usar sua criatividade, tanto faz a forma, desde que você consiga manter um controle útil sobre a validade de cada alimento no freezer.

Anote a data de cada alimento e a sua expectativa de durabilidade, e quando estiverem próximos de estragar análise a qualidade do alimento para evitar jogar fora algo que ainda poderia servir, evite o desperdício o máximo que puder.

Aproveite para economizar tempo

No caso de você não ter tempo para cozinhar mas tem a necessidade de cozinhar, então congelar seus alimentos é o ideal para contornar esse problema e tratar assim da falta de tempo para preparar cada uma das refeições que você precisa.

Se você trabalha nos dias de semana  e não tem como preparar nada nesses dias, passe seu final de semana preparando as refeições dos dias de trabalho, estude o tempo que o alimento pode durar e basta preparar o que você quer comer.

Algumas pessoas fazem reservas de comida congelada para meses, se isso for necessário então boa sorte, mas caso você não precise não é necessário já que isso pode acabar resultando em desperdício e também um esforço desnecessário.

Monte sua marmita e congele na temperatura adequada e depois busque uma forma de descongelar da forma adequada para depois aproveitar e comer sem muito tempo gasto nisso, basta descongelar e comer quando der a hora correta para descongelar.

Aproveite bem suas refeições e prepare a melhor marmita congelada que estiver a sua disposição, pesquisando apenas o tempo de duração do congelamento de cada refeição, e sempre tomando cuidado para não desperdiçar nenhuma dose.