Reduza sua ansiedade com atenção plena

Existem muitas maneiras de lidar com as dificuldades e o estresse do dia a dia. Manter um estilo de vida saudável, seja por meio da atividade física ou de uma boa alimentação, é um exemplo. Outra ferramenta eficaz é a meditação da atenção plena!

Em uma sociedade onde o ritmo de vida é agitado, a meditação sugere parar por alguns minutos por dia para melhorar a saúde física e psicológica. Procure um  psicologo online ele é essencial nesse processo.

vitamina_b17

O que é atenção plena?

Atenção plena é o ato de prestar atenção aos estímulos no momento presente (emoções, sensações, pensamentos) sem julgar. Também inclui a noção de aceitação , ou seja, a capacidade de vivenciar plenamente os eventos sem suprimir a experiência ligada a eles e sem alimentar preocupações indevidas em relação a eles.

Mindfulness, portanto, abrange 2 componentes:
  1. Auto-regulação da atenção
  2. Adotando uma atitude particular em relação às experiências de alguém
Meditação ou atenção plena?

Durante uma sessão de meditação, o objetivo é focar nos sentimentos internos para relaxar, melhorar a concentração e alcançar o equilíbrio emocional. Meditação sonora, relaxamento progressivo ( varredura corporal ) e ioga são outros tipos de meditação.

A origem da atenção plena

A plena atenção está enraizada em várias tradições espirituais, incluindo a do budismo. Este é um componente de um conjunto interligado de práticas que conduzem à liberação do sofrimento. Podemos, portanto, pensar que ela é praticada há pelo menos 2550 anos.

A prática da atenção plena entrou silenciosamente na medicina ocidental, levando a uma explosão de pesquisas sobre o assunto. De fato, a partir da década de 1970, diversos estudos se interessaram pelos benefícios de sua prática na saúde psicológica.

Mindfulness como tratamento

Foi a partir do trabalho de Jon Kabat-Zinn que a meditação mindfulness passou a ser utilizada como forma de intervenção nas dificuldades clínicas, inicialmente em pacientes com dores crônicas.

Hoje, diferentes profissionais de saúde oferecem intervenções baseadas na atenção plena, tais como:

5 grandes benefícios da atenção plena

– Combater o sofrimento psicológico , reduzindo:

  • Ruminação
  • Ansiedade
  • O medo
  • Raiva
  • Preocupação

– Melhorar a saúde psicológica influenciando positivamente:

  • Satisfação de vida
  • Regulação das emoções
  • Vitalidade
  • Emoções, sensações e sentimentos positivos

– Melhorar a saúde sexual

– Diminua a procrastinação

– Aumentar a densidade da massa cinzenta no cérebro

Pratique a atenção plena em 9 etapas fáceis

Conforme mencionado anteriormente, existem diferentes maneiras de praticar a atenção plena. O mais comum é a meditação da atenção plena.

  1. Sente-se confortavelmente em uma cadeira ou no chão, mantendo as costas retas.
  1. Feche os olhos, respire fundo e sinta os pontos de contato entre seu corpo e a cadeira ou o chão. Preste atenção às sensações associadas ao sentar – pressão, calor, vibração, etc.
  1. Gradualmente, tome consciência do processo de respiração. Preste atenção aos lugares onde você consegue sentir melhor a respiração, sejam elas as narinas, os abdominais, a boca.
  1. Deixe sua atenção cair na simples sensação de respirar. Não é necessário controlar sua respiração. Deixe ir e vir naturalmente.
  2. Cada vez que sua mente se perder em pensamentos, traga-a suavemente de volta à sensação de respiração. É normal que a atenção diminua às vezes.
  3. Ao se concentrar na respiração, você notará que outras percepções e sensações continuam a aparecer: sons, sensações corporais, emoções, etc. Apenas observe cada um dos fenômenos conforme eles se manifestam na consciência e depois volte à sensação de respirar.
  4. No momento em que você se encontrar perdido em seus pensamentos, observe o pensamento, aceite-o e, então, volte sua atenção para a respiração ou para os sons e sensações que emergem.