Como acabar com o mau hálito?

Como acabar com o mau hálito?

O mau hálito, também chamado de halitose, pode ser causado por diferentes motivos, sendo que o mais comum diz respeito a má higiene da língua. 

 

Apesar disso, o quadro também pode ocorrer por uma grande variedade de problemas e doenças bucais, sendo apenas um dos sintomas.

 

Como ele pode significar um sinal importante para diversas doenças bucais, é importante ficar muito atento caso você perceba que está com mau hálito.

 

Neste artigo, veremos exatamente o que é o mau hálito, o que causa essa condição, sobre quais doenças ele está relacionado e quais são e como são feitos os tratamentos para tratar a halitose.

O que é halitose?

De modo geral, quando falamos de hálito, entendemos sobre o odor que sai da boca ao falarmos ou expirarmos.

 

Portanto, o mau hálito tem um sentido negativo e impacta diretamente em outras esferas, inclusive sociais e profissionais.

 

Ou seja, por se tratar exatamente do mau odor que sai da boca, pode gerar constrangimentos e incomodar a pessoa que sofre com o quadro, como aquelas que têm contato mais próximo, principalmente em conversas cara a cara.

 

Como mencionado, essa condição nem sempre está relacionada a uma doença bucal, podendo ser causada também pela falta de higienização bucal, ou uma higiene inadequada, bem como por outras condições de saúde. Exemplo disso é que problemas digestivos também podem promover o mau odor.


Em relação à cavidade, quando nos alimentamos, diversos resquícios de alimentos podem se prender aos dentes, gengiva, língua e outras partes da boca. 

 

Quando isso acontece, e não é feita a limpeza dessa área, esses alimentos propiciam que uma série de bactérias se multipliquem rapidamente e causem esse odor ruim.

Problemas e doenças bucais

Além dos fatores mencionados previamente, como higienização e problemas nos demais sistemas corporais – que podem, inclusive, prejudicar a estrutura dental e tecidos diversos, como ocorre no caso da má higienização que ocasiona o amarelamento dental.

 

Por isso, nesses quadros, é preciso ressaltar que há certa facilidade na resolução, seja do próprio problema por meio da melhora na escovação e da profilaxia profissional, bem como na mudança do cardápio; ou na recuperação das estruturas que foram prejudicadas recorrendo a procedimentos como o clareamento dental.

 

Contudo, como abordado, a halitose também pode estar relacionada aos sintomas de doenças bucais variadas.

 

Normalmente, as doenças bucais mais comuns também são geradas pela falta de cuidados com a saúde/higiene bucal, acometendo grande parcela das pessoas que negligenciam a limpeza bucal. Algumas doenças mais comuns que podem gerar o mau hálito são:

 

 

A gengivite e a periodontite, por exemplo, são doenças que não devem ser desprezadas, visto que, em casos mais graves, quando não é controlada, a doença pode gerar sérias complicações para o paciente, ocasionando a queda dos dentes e inflamações nos demais tecidos do corpo.

 

No caso de não haver o acompanhamento e a perda dental ocorrer, há também possibilidades para recuperar a dentição, sendo necessário aplicar um implante dentário no local.

 

Ter em mente que o mau hálito pode significar que você esteja com alguma dessas doenças bucais é muito importante, justamente para que você se previna e busque o atendimento necessário para verificar o que realmente está acontecendo e tratar.

 

Principalmente, se você está passando por algum tipo de tratamento odontológico, como utilizando uma lente de contato dental, esse cuidado e a frequência adequada das consultas se mostram ainda mais fundamentais para acompanhar o procedimento e para verificar se o odor tem origem em algum aspecto do tratamento.

Como identificar o mau hálito?

Como acabar com o mau hálito

Muitos não percebem que possuem o mau hálito, mesmo que ele esteja evidente para os demais.


Mas, para descobrir, é simples. A forma mais fácil, por exemplo, é perguntar para alguém de confiança, que te contará se você está com mau hálito ou não.

 

Outra maneira é testar em casa. O teste consiste em cobrir a região do nariz e boca com a mão e expirar com a boca. Dessa forma, esse ar vai direto para o seu nariz, e você consegue identificar se o cheiro está ruim ou não.

 

Além disso, as visitas regulares ao dentista e o cuidado correto nesse ambiente contribui para a identificação e tratamento do quadro.

Como tratar?

Assim como existem diferentes tipos de aparelho ortodôntico, muito utilizados para tratamentos de correção odontológicas, também existe a variedade de métodos para tratar o mau hálito, que vão desde práticas simples no dia a dia até tratamentos mais específicos com o profissional.

 

Cabe mencionar que a escolha pode variar conforme diferentes fatores, como a doença que originou o mau hálito, a existência de inflamações e até o cuidado que é despendido para a cavidade oral. Conheça algumas práticas a seguir:

  1. Escove os dentes após se alimentar

Como dissemos, os alimentos que ficam presos nos dentes são, normalmente, os principais causadores do mau hálito. 

 

Por isso, é fundamental escovar os dentes após as refeições, eliminando os resquícios e impedindo a proliferação de bactérias na boca. 

 

O uso de outros produtos como o fio dental e o enxaguante também se mostram necessários para a remoção completa das bactérias e melhora do hálito.

  1. Evite alimentos com cheiros fortes

Alimentos que trazem odor forte, como alho e cebola, devem ser consumidos com cautela. 

 

O cheiro desses produtos pode incomodar e, por isso, é interessante que você pense bem antes de consumir esses alimentos.

  1. Beba bastante água

A água é um elemento que contribui com a limpeza rápida e natural dos dentes. 

 

Por isso, se você consumir bastante água ao longo do seu dia, sua chance da boca ficar com esses odores ruins diminui consideravelmente.

  1. Consulte seu dentista

Existem outras formas de impedir o mau hálito, como escovar a língua regularmente, utilizando fio dental sempre que escovar os dentes e evitar ficar mais de 3 horas sem se alimentar.

 

Entretanto, para finalizar, achamos importante destacar que você sempre deve consultar seu dentista para verificar se você possui essa ou outras condições bucais.


Os dentistas são os profissionais mais qualificados para a verificação de problemas bucais e recomendações de tratamentos na boca, seja a colocação do aparelho de dente ou uma limpeza mais profunda para a remoção do tártaro.

 

Por isso, consultar esses especialistas é uma das formas mais eficientes de evitar a halitose e demais doenças.

 

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe do blog Qualivida Online, site no qual é possível encontrar diversas informações e conteúdos sobre os cuidados com a saúde física e mental.